Nos Passos do MestreNos Passos do MestreNos Passos do Mestre
Formação

Vida Fraterna – Sinal para o Mundo

A vida em comunidade desde sempre foi desejada por Deus Pai. No princípio, havia um relacionamento direto entre Deus e o homem. Deus passeava no Éden com Adão e Eva, assim diz a Sagrada Escritura, utilizando-se de uma linguagem simbólica para mostrar o vínculo que havia entre o Criador e sua criatura. Entretanto, houve a entrada do pecado na humanidade, corrompendo a dignidade do homem e separando este do seu Criador. O homem que foi criado a imagem e semelhança de Deus passa a viver só. Mesmo que tenhamos permitido que o pecado quebrasse a aliança de Deus com o homem, ainda assim, somos pessoas sedentas pela presença e companhia de Deus.

O Antigo Testamento mostra um povo querendo chegar a Deus por suas próprias forças, enraizados no orgulho. E neste ponto é que quero chegar: que não haja comunidades entre nós que busquem encontrar Deus pelas suas próprias forças, alimentando o orgulho, a vaidade, a concorrência, desejando que uns sejam mais do que outros. Isso é obra do inimigo de Deus! Que não haja em nossas comunidades e grupos pessoas querendo chegar a Deus, tomadas do individualismo. Não pensem que estou exagerando, porque temos forte inclinação para isso. Nosso pensamento é vencer, ser mais do que os outros, ser reconhecido, e assim poderia enumerar tantas outras coisas.

O povo que me referia do Antigo Testamento foram aqueles que construíram a Torre de Babel. O que aconteceu com eles? Todos começaram a falar línguas diferentes, ninguém se entedia mais. Que não haja isso em nossas comunidades: corações distantes e orgulhosos. Não é pelo orgulho que alcançaremos a vida eterna, nem tão pouco, sozinhos, e sim pela graça e misericórdia do Pai, junto com nossos irmãos.

Jesus deu-nos o exemplo da vivência de uma verdadeira vida comunitária, lavando os pés dos discípulos, sendo Servo dos servos. Ele deu-nos o exemplo da verdadeira fraternidade. Ensinou-nos o amor e o perdão – a base para a construção de uma vida fraterna. E presenteou-nos com o Espírito Santo com seus dons e carismas. Aquela comunidade de apóstolos orantes, recebendo o Espírito Santo em Pentecostes, passou a falar diversas línguas; porém, todos se entendiam. Não há mais divisão, e sim, comunhão! “A vida fraterna é um dom. Antes de ser uma construção humana, antes de ser fruto do empenho pessoal e comunitário, é dom que vem do alto. É o dom do Espírito que torna possível a fraternidade”.  

Somos chamados a experimentarmos uma vivência semelhante à vivência das primeiras comunidades cristãs. Em um só coração e uma só alma, devemos permitir que o Espírito Santo penetre em nossas comunidades e grupos, renove nossa casa, nossos pilares, nossas convicções. Demos espaço ao novo! Irmãos de comunidade, se amem, exercitem o perdão – quanto mais amamos, mais aprendemos e precisamos perdoar. O mundo precisa de testemunhas do amor, que fique explícito em nós o “vede como eles se amam” – vede como conversam, vede como se abraçam, vede como se perdoam, vede como brincam, vede como são alegres, vede como partilham a vida.

“Espírito Santo, vem sobre nós, derruba todo o tipo de divisão que houver na tua Igreja, em nossos grupos e comunidades, orienta-nos e consagra-nos na Verdade”.

Josiane Assis de Azevedo
josiane@nospassosdomestre.com.br
@josinpm


Evangelize
    
Login
Usuário
Senha
Facebook
Comunidade Nos Passos do Mestre © 2011 todos os direitos reservados www.nospassosdomestre.com.br - Desenvolvido por Tabor