Nos Passos do MestreNos Passos do MestreNos Passos do Mestre
Formação

Tempo de férias, tempo de Deus

Queridos amigos!

Estou em período de férias e este período está sendo de tanta graça que quero partilhar com vocês!

Por vezes não temos objetivos no nosso período de férias, sejam as férias que forem, ou as férias só dos estudos, ou só do trabalho, ou dos dois. Só o que queremos é descansar. Mas descansar como? Escutando música a todo o volume, assistindo televisão excessivamente, não tendo horário para dormir e muito menos para acordar.

Sinto lhes dizer que se assim forem nossas férias, quando retornarmos às nossas atividades ordinárias, nossa rotina será tão caótica quanto estava sendo antes!

Férias é tempo de encontro – encontrarmo-nos com nossa essência e com Deus, o nosso Criador. Férias é tempo de encontro com os amigos, com a família. É tempo de conviver! É tempo de partilha! Mas também é tempo de silêncio, de leitura e, é claro, de oração.

A maravilha das férias é poder descansar o nosso físico, nos libertarmos das ocupações mentais e darmos chance da nossa alma se elevar e falarem nós. Nossaalma tem sede de Deus, ela precisa do alimento da fé, ela precisa do alimento da Palavra e da Eucaristia. Esses dois pilares – Palavra de Deus e eucaristia não podem ficar de fora das nossas férias. É aí que nos edificamos, é aí que o discípulo se renova e mergulha na sua fé.

Fazer a experiência de acordar cedo e pedir ao Espírito Santo que desperte o nosso ouvido para desde cedo escutarmos seus apelos é maravilhoso! Pela manhã, nos colocamos nas mãos do Senhor para que Ele conduza nosso dia. A rotina que precisamos ter é entregar nas mãos do Senhor nosso dia, nossos afazeres, as ocupações que temos para aquele dia. Esse é o meu ato de vontade que deve acontecer diariamente – oferecer-me ao Pai e deixar que Ele conduza minha vida dia a dia, da mesma forma que me coloco aberto a sua providência. E quando, de fato, esse oferecimento acontece ao despertarmos, percebemos, ao longo do dia, quanta coisa o Senhor permite que vivenciemos – encontros, passeios, conversas, trabalhos difíceis, desentendimentos, frustrações, decepções, e tantas e tantas outras coisas que podem acontecer ao longo de um único dia. Sobre todos esses acontecimentos, ao final do dia, eu vou desejar conversar com o Mestre, apresentar-me com tudo o que vivi e poder dizer: obrigado, Senhor!

Desejo que neste tempo em que se abrem espaços na nossa rotina o Senhor possa entrar e ali habitar no profundo da nossa casa, edificando-nos para viver um longo ano cheio da sua graça.

Um fraterno abraço!

Josiane Assis de Azevedo
josiane@nospassosdomestre.com.br
@josinpm


Evangelize
    
Login
Usuário
Senha
Facebook
Comunidade Nos Passos do Mestre © 2011 todos os direitos reservados www.nospassosdomestre.com.br - Desenvolvido por Tabor