Nos Passos do MestreNos Passos do MestreNos Passos do Mestre
Formação

Fé, Esperança e Caridade

Fortaleceu a minha caminhada para corresponder ao chamado à santidade o livro “São João da Cruz, noite escura lida hoje”, de Jesús M. Ballester. Ao explicar um dos versos do poema de São João da Cruz, o autor do livro diz: “A alma, pretendendo cair em sua graça e conquistar-lhe a vontade, sai disfarçada com o disfarce que mais ao vivo significa o afeto de seu espírito, e com o qual enfrenta mais segura seus adversários e inimigos, que são o demônio, o mundo e a carne”. Diz ainda o autor que os disfarces são vestes que trazem as cores: branco, verde e vermelho, simbolizando as três virtudes teologais - fé, esperança e caridade.

Ao olhar para minha vida como discípulo do Mestre Jesus, partilho a necessidade que senti de nos cobrirmos com essas três ‘vestes’ - fé, esperança e caridade - para não nos desviarmos do caminho da santidade.

“Sede sóbrios e vigiai. Vosso adversário, o demônio, anda ao redor de vós como o leão que ruge, buscando a quem devorar. Resisti-lhe fortes na fé.” (1Ped 5, 8-9). Já me peguei tentado pelo demônio, que é astuto, a duvidar das verdades que a Igreja nos revelou ao longo de 2 milênios; ou várias vezes, sendo tomado por pensamentos do maligno que quer nos afastar Daquele que tem vida em abundância. A naquilo que nossa Mãe Igreja nos orienta nos solidifica em Deus, nos põe em comunhão com Ele, nos limpando dos pensamentos contrários aos Dele.

Quanto ao segundo inimigo, o mundo, a esperança mortifica nosso olhar para as felicidades que ele apresenta. Felicidades que por não nos satisfazerem, seguimos procurando-as em falsas doutrinas e deixamo-nos guiar pelas propostas mundanas que têm segundas intenções. A esperança fixa os nossos olhos em Deus! E atentos a Ele somos conduzidos nessa peregrinação para o encontro definitivo com Ele.

“Vigiai e orai, para que não entreis em tentação. Pois o espírito está pronto, mas a carne é fraca” (Mc 14,38). Cumpramos a vontade de Jesus em vigiar! Principalmente devido aos apetites carnais que são desregrados, visam uma satisfação egoísta e têm como consequência a perdição do outro. A caridade age reconstruindo, resgatando, dando novo sentido, fazendo com que o outro experimente por meio de nós o amor gratuito de Deus. Nos cubramos com a caridade, a fim de vivermos em santidade e não pelas paixões da carne!

Ainda não somos santos, mas estamos a caminho. Devido a nossa fraqueza, é válido pedir a intercessão de todos os santos e santas, que souberam andar conforme a vontade de Deus que se concretiza em Jesus Cristo, a quem devemos seguir e nos tornarmos cada vez mais íntimos.

Diego Krauser
Comunidade Nos Passos do Mestre
diego@nospassosdomestre.com.br


Evangelize
    
Login
Usuário
Senha
Facebook
Comunidade Nos Passos do Mestre © 2011 todos os direitos reservados www.nospassosdomestre.com.br - Desenvolvido por Tabor